Torne-se um Encantador de Plateias! TURBINE treinamentos, palestras, workshops, aulas, reuniões de forma a ATRAIR e MANTER a atenção dos participantes >> Saiba Mais

🚫 Refutando a crença do: “Basta dançar que a mágica acontece” 🚫

Absolutamente, acreditar que para usar danças circulares dentro das empresas “basta dançar que a mágica acontece” é uma visão simplista e inadequada.

O uso de danças circulares em ambientes corporativos é uma atividade séria que requer um planejamento cuidadoso e uma abordagem estratégica.

Aqui estão algumas consequências nefastas que podem surgir quando um focalizador de danças circulares ou a empresa contratante acreditam que “basta dançar que a mágica acontece:

🔸 Desconexão com as necessidades empresariais: As organizações têm metas específicas que requerem abordagens personalizadas. Apenas usar dança circular sem considerar essas necessidades resulta em desperdício de tempo e recursos;

🔸 Falta de engajamento dos participantes: O público corporativo difere daqueles que participam de danças circulares recreativas. Se o focalizador não sabe como levar em consideração as expectativas dos participantes, eles ficarão desengajados e a atividade se tornará improdutiva;

🔸 Danos à imagem e reputação: Uma abordagem simplista do focalizador de que basta dançar que a mágica acontece, prejudica a credibilidade do focalizador e a confiança dos contratante da empresa, para futuras utilização da ferramenta;

🔸 Ausência de avaliação adequada: A falta de medição de resultados dificulta a justificação de investimentos futuros e impede o crescimento e desenvolvimento eficazes do uso das danças circulares em ambientes corporativos.

Ao refutar essa crença, queremos garantir uma abordagem mais estratégica e impactante do uso das danças circulares nas empresas.

A recomentação que elas sejam estrategicamente tranformadas em dinâmicas de grupo
✨✨

#DesenvolvimentoOrganizacional #DançasCirculares #AbordagemEstratégica #PalestraEmRoda

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe uma resposta

Meu propósito? Que a empresa passe a ganhar, parando de perder. Reeduque socioemocionalmente seus colaboradores para que se tornem parceiros leais
Fechar Menu
Close Panel