Amigo/Amiga,

Observe o curto vídeo a seguir.

As imagens serão muito esclarecedoras e aumentarão sua certeza e segurança para decidir participar da oficina Encantador de Plateias:

As imagens mostram o que pode fazer um encantador de plateias usando dinâmicas de grupo construídas com as coreografias da poderosa ferramenta de trabalho dança circular. Espero que você tenha percebido a reação da plateia no “poc”. Em cima desta reação, recheada de emoções, é que a palestra segue seu rumo.

Por que participar desta oficina

Pergunte a um palestrante, instrutor, professor ou qualquer outro tipo de profissional que precise se comunicar com uma audiência, o que mais lhes aflige durante seus eventos e a resposta certamente irá variar entre o binômio desinteresse/desatenção da plateia.

A sala de aula pode se tornar um espaço de grande tristeza para palestrantes e instrutores bastando para isso que os participantes não valorizem o que está sendo dito, não prestem atenção, não os respeitem ou não participem.

Isso porque, palestrantes e instrutores sabem que o processo de aprendizagem começa, necessariamente, com a atenção do participante voltada 100% para o que eles se esforçam para explicar. Se a atenção do participante não fica no palestrante/instrutor todo o processo de aprendizagem se inviabiliza.

Mas isso não fica por ai só não: plateias desatentas e desinteressadas significam avaliações ruins, redução no número de contratações e queda no valor da remuneração do palestrante/instrutor.

Você pode ser muito bom de argumentação e o conteúdo que você apresenta ser ainda melhor, mas quem julga o valor do seu treinamento é a sua audiência.

A qualquer momento alguns participantes podem, e isso acontece o tempo todo, por motivos variados e alheios a sua vontade, se desinteressarem, rotulando a palestra/treinamento como chata e daí podem acontecer três coisas: eles fogem de corpo presente, eles entram em luta frontal com você ou se acasalam para combater você na sabotagem.

Você orgulhoso, com base em toda a sua experiência e didática, termina a palestra/treinamento achando que é o “the king of the black cocada” ou, em outras palavras, o rei da cocada preta e que deixou uma legião de fãs disposta a vender você para o mercado. Mas, ao invés disso, você nunca mais volta. E por quê?

Porque o que de fato acontece é que a turma, com base nas percepções próprias, tendo perdido muito das suas explicações porque estavam em outro mundo, quando fazem a avaliação, dão notas baixas ou marcam as famigeradas carinhas indicadoras de insatisfação, em quesitos como: – correspondeu as suas expectativas?; – trouxe informações novas e importantes?; – tem aplicação no seu dia-a-dia?; – os métodos empregados facilitaram seu aprendizado?; – conduziu com clareza os trabalhos?; demonstrou conhecimento e segurança sobre o tema?; – teve bom relacionamento com os participantes?; – facilitou a aprendizagem?.

E tudo isso porque você perdeu a atenção e o engajamento da sua plateia.
Se eu lhe afirmasse que há uma forma simples, fácil e eficaz de chamar e fixar a atenção da plateia em você e em tudo o que você diz, qual seria a sua reação? Alegria? Incredulidade?

Pois saiba que essa forma existe!

Há uma forma testada e aprovada de quebrar a rotina de treinamentos e palestras de modo a estimular o espírito da boa vontade da plateia em preferir prestar atenção em você do que escapar pela saída de emergência portátil, também conhecida como smartphone, para encontrar o prazer que o evento não está proporcionando, nas redes sociais.

Eu lhe ofereço a oportunidade para você aprender a construir dinâmicas de grupo de última geração singulares, inusitadas, originais e sempre inéditas, usando como ferramenta de trabalho o poder integrativo das danças circulares, capazes de realizar o milagre da retenção da atenção da plateia.

Lançando mão de pequenos e sutis ajustes, transformamos as danças circulares em poderosas dinâmicas de grupo, que são aceitas de bom grado por todos os tipos de participantes e que podem ser utilizadas em eventos educacionais nas mais diversas ocasiões, propósitos e ambientes.

Mas eu já uso dinâmicas de grupo em meus treinamentos e palestras. Por que trocar? Não seria trocar 6 por ½ dúzia?

Acredite, eu não estou sugerindo que você pare de usar as Dinâmicas de Grupo tradicionais que você já usa e passe a usar exclusivamente as dinâmicas Palestra em Roda. Você pode associa-las e combina-las com base no tema da sua palestra/treinamento. Não é necessário preterir uma à outra.

Entretanto, com as dinâmicas palestra em roda você cobre grande parte das suas necessidades e eu não tenho dúvida nenhuma em garantir: com enormes vantagens para você e sua plateia. Deixa eu dizer para você por quê:

Vamos analisar e ver o que elas têm em comum: Ambas as dinâmicas, as tradicionais e as dinâmicas palestra em roda, se prestam a:

  1. Estudar os comportamentos do grupo à medida que vão ocorrendo e;
  2. Auxiliar na transmissão de ideias e conceitos.

Vamos analisar especificamente as dinâmicas de grupo tradicionais – elas são utilizadas indiscriminadamente não só por palestrantes e instrutores, mas por qualquer pessoa e para os propósitos mais variados como, por exemplo, profissionais do RH para fazer seleção de pessoas;  São facilmente encontradas em livros, revistas e na internet. Inclusive não é nada difícil encontrar analistas fornecendo dicas de como se comportar durante as sessões.

Agora vamos analisar as dinâmicas de grupo Palestra em Roda:

As dinâmicas de grupo construídas pelo método palestra em roda são o resultado da combinação das técnicas consagradas storytelling, teoria da dinâmica dos grupos e danças circulares.

Para quem não sabe, storytelling é a boa e consagrada técnica de se contar uma história de forma relevante que retenha a atenção dos interlocutores.

Por que as dinâmicas de grupo Palestra em Roda são tão importantes para suas palestras e treinamentos?

  • A mesma dinâmica de grupo palestra em roda pode ser usada várias vezes com o mesmo grupo e por mais paradoxal que pareça, cada vez que é aplicada, maior é o impacto cognitivo que provoca;
  • Todo mundo participa, inclusive o palestrante/instrutor;
  • São sempre recebidas de super bom grado pelos participantes;
  • Somente pessoas qualificadas conseguem usá-las e não se prestam a outra aplicação que não seja a da educação;
  • Elas são rápidas de serem aplicadas;
  • Seu custo de aplicação é baixíssimo;
  • É impossível encontra-las em livros, revistas ou na internet, e claro, não permitem que analistas deem dicas de comportamento;
  • Somente pessoas qualificadas conseguem usá-las e elas não se prestam a outra aplicação que não seja a da educação;
  • Não há a sensação de exposição – as dinâmicas de grupo Palestra em Roda são intrapessoais;
  • É impossível mascarar ou intelectualizar comportamentos;
  • São extremamente portáteis – podem ser usadas em qualquer ambiente e à qualquer momento.
  • A mesma dinâmica pode ser usada para tipos de grupos distintos sem perder a qualidade do impacto de ensino (crianças, adolescentes, homens, mulheres);
  • Podem ser aplicadas em turmas mistas em questão de níveis hierárquicos;
  • Possuem efeitos colaterais maravilhosos como a ativação dos quatro neurotransmissores da felicidade – dopamina, serotonina, endorfinas e ocitocina e a melhoria das relações afetivas;
  • Sofisticadas pela simplicidade – desenvolvem a sensibilidade das linguagens;
  • Atende aos três valores fundamentais de todo aluno: relacionar-se, divertir-se e aprender.

É tanta coisa boa que as dinâmicas de grupo Palestra em Roda proporcionam que eu poderia ficar falando horas sobre elas.

Bem, enfim, Sergio Naguel realiza, para palestrante, instrutor, professor ou qualquer outro tipo de profissional que precise se comunicar com uma audiência, a oficina Encantador de Plateias, em sua versão compacta de dois dias.

Em seu formato tradicional, o Encantador de Plateias (EDP), acontece no formato “on line” num período de 08 semanas, porém buscando atender as demandas de mercado, de pessoas ocupadas e que precisam com toda a urgência da informação, foi criado o Encantador de Plateias compacto e presencial, com duração de dois dias integrais. Um curso de 2 dias que irá propiciar resultados positivos pelos 363 dias seguintes e além!

Para quem é essa oficina?

Dirigido a todos os níveis de palestrantes e instrutores, o EDP compacto contém a essência do EDP tradicional, porém com estímulos presenciais e conteúdos adaptados para dois dias e claro, sem perder em essência e qualidade de informações. Um evento para profissionais ocupados e que não têm tempo a perder.

Essa oficina é pra todo mundo que faz apresentações em forma de curso, palestra, treinamento, aula e deseje possuir recursos capazes de realizar o milagre da retenção da atenção da plateia, mesmo quando formada por pessoas “difíceis e não amistosas”.

Quem é o focalizador

naguel

Sergio Naguel ajuda palestrantes e instrutores a conquistarem mais engajamento das plateias com menos esforço e mais alegria por meio do método Palestra em Roda e como consequência mais contratos e maior remuneração.

Autor do livro Quem não Muda Dança – Danças Circulares, a técnica que faltava para produzir treinamentos memoráveis, pela editora Pragmatha. Sérgio Naguel é o criador do método Palestra em Roda.
Fundador da Rayla – escola livre de desenvolvimento, entidade dirigida ao desenvolvimento da empregabilidade e do desenvolvimento organizacional via conceitos do empreendedorismo e liderança.

  • 38 anos de vida profissional
  • 30 anos atuando como educador organizacional
  • 16 anos formado em dinâmica dos grupos
  • 10 anos formado em focalização de danças circulares
  • Criador do método Palestra em Roda
  • 06 anos formado em contação de histórias
  • Ex-facilitador do curso Empretec
  • Engenheiro civil
  • Técnico em maquinas e motores – Escola Técnica Federal/RJ
  • Auditor líder em sistemas de gestão normalizados
  • Practitioner em programação neurolinguistica
  • Master Practitioner em programação neurolinguistica
  • Autor das cartilhas ISO 9000 e custos da qualidade pelo Sebrae/PR
  • Ex-colunista das rádios 98FM Curitiba e Cultura FM Maringá com a coluna Dr. Trabalho
  • Ex-colunista da Rádio Bandnews Curitiba
  • Ex-debatedor na Rádio CBN Curitiba
  • Ex-debatedor na Ótv Curitiba
  • Ex-articulista da rádio Banda B
  • Mais de 1200 artigos gravados e publicados no blog Dr. Trabalho
  • Comentarista na Rádio Difusora AM – Curitiba.

Participe e diga adeus ao desinteresse e a desatenção de suas plateias.

Leve essa oficina para sua cidade, escola ou empresa!

Comprar agora!

Data

18 e 19 de Março de 2017

Horário

Sábado: 9h às 17:30

Domingo:9h às 13:30

Contatos

41 9973-9004 ou 41 3022-4443

Material Didático

Apostilas em PDF, CDs com as músicas e DVDs com a demonstração das danças + Certificado