A Dança Circular não é uma invenção dos tempos modernos. Pelo contrário, é apenas o resgate de uma prática ancestral muito antiga e profunda, vestida para os tempos atuais.

Foi Bernhard Wosien (1908-1986), bailarino clássico, coreógrafo, pedagogo e pintor, que nas décadas de 50/60 percorreu o mundo recolhendo e catalogando as danças de diferentes povos. Em 1976 visitou a Comunidade de Findhorn no norte da Escócia e, a pedido de Peter Caddy, um de seus fundadores, ensinou pela primeira vez uma coletânea de danças folclóricas para os residentes.

 

O Círculo

O círculo, símbolo universal, tendo como centro muitas vezes o fogo ou objetos sagrados como talismãs e flores, representava o espaço da comunidade para celebrar rituais como: nascimento, casamento, morte e outros momentos importantes da vida humana.

001

Passo a Passo

A dinâmica com as Danças Circulares é simples. Ensinam-se os passos no momento da dinâmica, treina-se em roda para depois dançar com a música. Aos poucos as pessoas começam a internalizar os movimentos, liberar a mente, o coração, o corpo e o espírito.

As coreografias das danças circulares que são usadas nas dinâmica dançadas são muito simples e de fácil aprendizado, não exigindo que o participante tenha experiência anterior ou habilidades corporais desenvolvidas. A cada dança um ou mais conceitos empresariais são estudados. Apoiando e sendo apoiado pela roda, faz com que os participantes do Palestra em Roda entrem, quase que imediatamente, em um campo novo de aprendizagem, inspirador e desafiador, conectando as pessoas de forma harmoniosa.

Naturalmente, o simples ato de dançar junto aproxima fronteiras, estimulando os integrantes da roda a respeitar, aceitar e honrar as diversidades.

Propósito

No Palestra em Roda, o principal enfoque não é a técnica ou a dança em si. O que se busca é o sentimento de união de grupo, o espírito cooperativo que se instala no momento em que todos, de mãos dadas, se apoiam e se auxiliam uns aos outros.

O público alvo do método Palestra em Roda é indicado para pessoas de qualquer idade, raça ou profissão, auxiliando o indivíduo a tomar consciência de seu corpo físico, acalmar seu emocional, trabalhar sua concentração e memória e, principalmente, entrar em contato com uma linguagem simbólica, que embora acessível a qualquer um, não é utilizada no dia a dia.

002

Aplicabilidade

A Dança Circular é cooperativa por natureza. Assim, nos tempos atuais, quando as pessoas estão buscando caminhos para harmonizar as diferenças, o Palestra em Roda é altamente indicado por sua simplicidade e profundidade. Esta prática prepara o ser humano para uma nova etapa da humanidade, onde harmonia e paz serão reflexos de atitudes de cooperação e produtividade.

Por todas estas razões, a aplicabilidade do método Palestra em Roda com as Danças Circulares, não tem limite. Eu o estou usando, nos mais diferentes espaços de convivência: empresas, escolas, instituições, órgãos públicos, hospitais, e qualquer outro lugar que tenha seres humanos que precisem desenvolverem-se no campo profissional e pessoal.